O que é escorregamento de um motor elétrico?

Você sabe o que é escorregamento de um motor elétrico?

 Provavelmente alguma vez você já deve ter ouvido falar sobre escorregamento e ficou se perguntando o que era. Ao ler esse breve artigo, você aprenderá não só o que é escorregamento, mas também como calcular o escorregamento do motor no qual você está trabalhando. Vamos lá?

 Primeiramente, é importante relembrar que os motores elétricos de corrente alternada podem ser síncronos ou assíncronos.

 Os motores síncronos possuem velocidade fixa e são utilizados para grandes cargas (pois sua fabricação possui custo elevado, o que inviabiliza a produção de motores de pequeno porte) ou quando se necessita de velocidade constante na aplicação. O seu estator é energizado em corrente alternada, enquanto seu rotor é energizado em corrente contínua proveniente de uma excitatriz. A interação entre os campos do estator e do rotor, proporciona ao rotor girar na mesma velocidade do estator.

 Já os motores assíncronos tipo gaiola, o estator é energizado em corrente alternada, enquanto o rotor possui apenas barras curto-circuitadas entre si. O campo girante do estator induz correntes e tensões no rotor, fazendo surgir um campo de sentido contrário no rotor. A interação entre os campos do estator e do rotor, proporciona ao rotor girar numa velocidade menor que a do estator.

 Então, no motor existem a velocidade de rotação do campo do estator e a velocidade de rotação do rotor. A diferença entre as velocidades do campo do estator e do giro do rotor é chamada de escorregamento.

 Nos motores síncronos, o rotor irá girar na mesma velocidade do campo do estator. Ou seja, não há escorregamento.

 Já nos motores assíncronos, o rotor irá girar numa velocidade menor que a do campo do estator. Ou seja, há escorregamento.

Então, somente motores assíncronos possuem escorregamento.

 A velocidade do campo girante de um motor elétrico assíncrono depende da quantidade de polos do motor e da frequência da rede na qual o motor está energizado. Veja a tabela abaixo:

tabela numero polos motor eletrico - O que é escorregamento de um motor elétrico?

 Para calcular a velocidade síncrona (velocidade do campo girante do estator) de um motor assíncrono, deve-se utilizar a fórmula abaixo:

O que é escorregamento de um motor elétrico - O que é escorregamento de um motor elétrico?

Onde:

ns = velocidade síncrona

f = frequência da rede

p = número de polos do motor

 Já o escorregamento, é possível realizar o cálculo para encontrar o valor em rotações por minuto ou em porcentagem. Para isso deve-se utilizar as fórmulas abaixo:

escorregamento motor elétrico - O que é escorregamento de um motor elétrico?

Onde:

ns = velocidade síncrona

n = velocidade do rotor

s = escorregamento

Como calcular o escorregamento de um motor?

 Na placa de dados de um motor elétrico, é informado que a sua rotação é de 1730 rotações por minuto. Qual o escorregamento deste motor?

 A partir desta velocidade informada (1730 rpm) já podemos concluir que esse motor possui 4 polos (rotação síncrona de 1800 rpm). Então, faremos o seguinte cálculo:

como calcular escorregamento - O que é escorregamento de um motor elétrico?

 Dessa forma, descobrimos que o escorregamento é de 70 rotações por minuto, o que equivale a 3,88 % da rotação síncrona. Viu só como foi fácil descobrir o que é escorregamento de um motor elétrico?

Gostou? Compartilhe!
Updated: 31 de julho de 2019 — 21:01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *