O que é carga elétrica?

Para se entender o que é carga elétrica, é preciso saber primeiro alguns conceitos:

O que é matéria e substância?

 Aquilo que constitui todos os corpos e pode ser percebido por qualquer dos nossos sentidos é matéria. A madeira de que é feita a mesa e o vidro de que se faz o bulbo de uma lâmpada é matéria. Dessa forma, é perceptível que o nome matéria se relaciona com uma variedade grande de coisas. Cada tipo particular de matéria é uma substância, e, portanto, existem milhares de substâncias diferentes.

O que são moléculas e átomos?

 Qualquer substância é formada por partículas muito pequenas e invisíveis, mesmo com o auxílio de microscópios, chamadas moléculas. A molécula é a menor parte em que se pode dividir uma substância, e que apresenta todas as suas características.

 Por exemplo, uma molécula de açucar é a menor quantidade de açucar que pode existir. As moléculas são constituídas por átomos. A quantidade de átomos que compõem uma molécula varia de acordo com a substância.

O que é carga elétrica? 

 Existem dois tipos de cargas elétricas na natureza, convencionalmente chamadas de cargas positivas e de cargas negativas. Os portadores de cargas elétricas são partículas elementares, em particular, aquelas que constituem os átomos: Os elétrons e os prótons.

 Os átomos são compostos de um núcleo e de uma coroa eletrônica, conforme a figura abaixo. O núcleo contém os prótons e os nêutrons, enquanto a coroa eletrônica contém os elétrons. Os prótons têm carga negativa e os nêutrons não tem carga.

Imagem do artigo 300x200 - O que é carga elétrica?

 Chamamos de carga elementar e, o módulo da carga do elétron ou do próton, pois essas partículas possuem a menor quantidade de carga elétrica encontrada na natureza. Por meio de experimentos verificou-se que a carga elementar e vale:

formula - O que é carga elétrica?

A unidade de carga elétrica no SI é o coulomb (C).

 Os corpos são constituídos de inúmeros átomos e, em geral, são neutros, apresentando igual número de prótons e elétrons. Os prótons, presentes no núcleo dos átomos, não possuem grande mobilidade dentro de um corpo e dificilmente são transferidos de um corpo para outro.

 Em contrapartida, os elétrons, principalmente os que estão na última camada da eletrosfera, apresentam grande mobilidade e podem se separar dos átomos. Quando um átomo perde ou ganha elétrons, ele fica eletrizado, e é denominado íon positivo (cátion) ou íon negativo (ânion), respectivamente.

 Ao retirar elétrons dos átomos de um corpo, sua carga positiva fica maior que a negativa, e o corpo passa a ficar eletrizado positivamente.

 Se os átomos de um corpo ganham elétrons, sua carga negativa fica maior que a positiva, e o corpo passa a ficar eletrizado negativamente.

Gostou? Compartilhe!
Updated: 17 de janeiro de 2019 — 20:16