Fechamentos de motores elétricos monofásicos

 Antes de aprender os fechamentos de motores elétricos monofásicos, é preciso aprender quais são os tipos de motores monofásicos que você poderá encontrar.

 A maioria dos motores de Corrente Alternada monofásicos de indução são construídos com capacidades de frações de potência (hp) para tensões de alimentação de 110 a 220 V e 60 Hz. Embora existam diversos tipos de motores monofásicos, eles são basicamente idênticos, exceto quanto às formas de partida.

Motor monofásico de fase dividida

 O motor de fase dividida possui um enrolamento de partida e um principal, ou de operação, defasados no espaço de 90º graus elétricos, que são energizados na partida do motor. O enrolamento de partida produz uma diferença de fase na partida do motor e é comutado por uma chave centrífuga quando a velocidade de operação é alcançada. Quando o motor atinge cerca de 75 % de sua velocidade de carga nominal, o enrolamento de partida é desligado do circuito.

 A faixa de capacidade dos motores de fase dividida varia até cerca de ½ hp. Suas aplicações populares incluem ventiladores, eletrodomésticos, como lavadoras e secadoras, e ferramentas, como pequenas serras e furadeiras onde a carga é aplicada após o motor ter atingido a sua velocidade de operação.

Motor monofásico com capacitor

 Muitos motores monofásicos usam um capacitor em série com um dos enrolamentos do estator para otimizar a diferença de fase entre os enrolamentos de partida e operação no momento da partida. O resultado é um torque de partida maior do que o produzido em um motor de fase dividida.  

 Motores monofásicos com capacitor de partida

 É um motor semelhante ao de fase dividida. A principal diferença reside na inclusão de um capacitor eletrolítico em série com o enrolamento auxiliar de partida. O capacitor permite um maior ângulo de defasagem entre as correntes dos enrolamentos principal e auxiliar, proporcionando assim elevados conjugados de partida. Como no motor de fase dividida, o circuito auxiliar é desconectado quando o motor atinge entre 75% a 80% da velocidade síncrona.

 Neste intervalo de velocidades, o enrolamento principal sozinho desenvolve quase o mesmo conjugado que os enrolamentos combinados. Para velocidades maiores, entre 80% e 90% da velocidade síncrona, a curva de conjugado com os enrolamentos combinados cruza a curva de conjugado do enrolamento principal de maneira que, para velocidades acima deste ponto, o motor desenvolve menor conjugado, para qualquer escorregamento, com o circuito auxiliar ligado do que sem ele.

 Devido ao fato de o cruzamento das curvas não ocorrer sempre no mesmo ponto e, ainda, o disjuntor centrífugo não abrir sempre na mesma velocidade, é prática comum fazer com que a abertura aconteça, na média, um pouco antes do cruzamento das curvas. Após a desconexão do circuito auxiliar, o seu funcionamento é idêntico ao do motor de fase dividida.

 Com o seu elevado conjugado de partida (entre 200% e 350% do conjugado nominal), o motor de capacitor de partida pode ser utilizado em uma grande variedade de aplicações e é fabricado em potências que vão de 1/4 cv a 1,5 cv.

Motor monofásico com capacitor permanente

 Neste tipo de motor, o enrolamento auxiliar e o capacitor ficam permanentemente energizados, sendo o capacitor do tipo eletrostático. O efeito deste capacitor é o de criar condições de fluxo muito semelhantes às encontradas nos motores polifásicos, aumentando, com isso, o conjugado máximo, o rendimento e o fator de potência, além de reduzir sensivelmente o ruído.

 Construtivamente são menores e isentos de manutenção pois não utilizam contatos e partes móveis, como nos motores anteriores. Porém, seu conjugado de partida normalmente é inferior ao do motor de fase dividida (50% a 100% do conjugado nominal), o que limita sua aplicação a equipamentos que não requeiram elevado conjugado de partida, tais como: máquinas de escritório, ventiladores, exaustores, sopradores, bombas centrífugas, esmeris, pequenas serras, furadeiras, condicionadores de ar, pulverizadores, etc. São fabricados normalmente para potências de 1/50 a 1,5 cv.

Motor monofásico com dois capacitores (permanente e de partida)

 É um motor que utiliza as vantagens dos dois anteriores: partida como a do motor de capacitor de partida e funcionamento em regime como a do motor de capacitor permanente. Porém, devido ao seu alto custo, normalmente são fabricados em potências superiores a 1 cv.

Fechamentos de motores elétricos monofásicos

 Assim como os motores trifásicos, os motores monofásicos vêm de fábrica com disponibilidade de ligação em mais de um nível de tensão. No caso deste tipo de motor, duas tensões: Uma menor (110 V) e uma maior (220 V). Os enrolamentos dos motores monofásicos possuem um nível nominal de tensão de trabalho que não pode ser ultrapassado. Esse valor é 110 V.

 Para que esse nível de tensão seja aplicado corretamente nas bobinas, serão utilizados dois tipos de ligação: série e paralelo.

Como fazer o fechamento de um motor monofásico 6 pontas em 220 V?

 A ligação em série será utilizada onde a tensão da rede é 220 V. O enrolamento principal é ligado em série de forma que os 220 V são divididos, assim cada parte ficará energizada em 110 V. O enrolamento de partida, que deverá ser desconectado após o motor atingir determinada rotação, fica em paralelo com o enrolamento principal e também recebe uma alimentação de 110 V. O motor ligado em 220 V fornece uma corrente nominal menor.

Fechamento motor monofásico 220 V - Fechamentos de motores elétricos monofásicos

 Em uma fase, deverá ser ligada e isolada a ponta número 1. As pontas 2, 3 e 5 deverão ser ligadas e isoladas. Na outra fase, deverão ser ligadas e isoladas as pontas de número 4 e 6. Caso o motor gire no sentido contrário ao desejado, inverter de lugar as pontas 5 e 6.

Como fazer o fechamento de um motor monofásico 6 pontas em 110 V?

 A ligação em paralelo será utilizada onde a tensão da rede é 110 V. O enrolamento principal é ligado em paralelo de forma que os 110 V são compartilhados, assim cada parte ficará energizada em 110 V. O enrolamento de partida, que deverá ser desconectado após o motor atingir determinada rotação, fica em paralelo com o enrolamento principal e também recebe uma alimentação de 110 V. O motor ligado em 110 V fornece uma corrente nominal maior.

Fechamento motor monofásico 110 V - Fechamentos de motores elétricos monofásicos

 Em uma fase, deverão ser ligadas e isoladas as pontas número 1, 2 e 5. Na outra fase, deverão ser ligadas e isoladas as pontas de número 3, 4 e 6. Caso o motor gire no sentido contrário ao desejado, inverter de lugar as pontas 5 e 6.

 Não deixe de ler também o artigo sobre fechamentos de motores elétricos trifásicos. Clique aqui e aprenda agora.

Gostou? Compartilhe!
Updated: 30 de julho de 2019 — 21:23

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *