Como montar uma partida compensadora?

O que é uma partida compensadora?

 A partida compensadora consiste em alimentar as bobinas do motor com tensão reduzida na partida. A redução da tensão é feita a partir da ligação de um autotransformador em série com as bobinas. Após realizada a partida, as bobinas do motor recebem a tensão nominal.

 Caso a partida direta não seja possível, quer por imposição da concessionária, quer por exigências da própria instalação, pode-se usar sistemas de partida indireta com tensão reduzida para reduzir a corrente de partida.

 A representação do esquema de ligação unifilar, indica os componentes básicos de uma compensadora que se caracteriza por um transformador (geralmente autotransformador) com uma série de derivações de saída correspondentes a diferentes valores de tensão reduzida. Apenas três terminais do motor são ligados à chave, interligando-se os outros conforme o esquema de ligação, para a tensão indicada.

Como funciona uma partida compensadora?

 No diagrama de força, as três fases R, S e T são protegidas por um fusível por fase (F1, F2, F3), sendo então ligadas aos contatores K1 (que está diretamente acoplado ao relé térmico RT1, que interliga os cabos até o motor e ao contator K3) e K2 (que interliga os cabos até o autotransformador).

 No diagrama de comando, há uma alimentação (fase-fase), e a energia vem através dessas fases, que são protegidas por um fusível por fase (F4, F5), logo abaixo, está representado o contato (95/96 RT1), que interrompe o circuito no caso de uma falha de sobrecarga.

 Ao pressionar o botão de impulso S1, a bobina do contator K3 é energizada, e em sequência, energiza a bobina do contator K2, dessa forma o motor parte com uma parcela da tensão nominal (geralmente 65% ou 80%). Após a contagem de tempo do temporizador T1, os contatores K3 e K2 são desenergizados e entra o contator K1, realizado a alimentação do motor com a tensão nominal.

 Acesse nossa página de DOWNLOADS, e baixe o diagrama elétrico da partida compensadora deste artigo.

Partida Compensadora Força1 e1550703769859 - Como montar uma partida compensadora?

Partida Compensadora Comando1 e1550703802188 - Como montar uma partida compensadora?

Vantagens da partida compensadora

  • Na comutação do TAP de partida para a tensão da rede, o motor não é desligado e o segundo pico é bem reduzido.
  • Para que o motor possa partir satisfatoriamente, é possível variar o TAP de 65%, 80% e até 90% da tensão da rede.
  • O valor da tensão da rede pode ser igual ao valor do fechamento estrela ou triângulo do motor.
  • O motor necessita somente de três terminais acessíveis.

 

Desvantagens da partida compensadora

  • Limitação de manobras.
  • Custo mais elevado em função do autotransformador.
  • Maior espaço ocupado no painel devido ao autotransformador.

 

Como dimensionar uma partida compensadora?

Dimensionando os fusíveis F1, F2, F3:

IpM = ((Ip/In) × In) × (%Tap)²

Verificar no gráfico de curvas do fabricante do fusível, a interseção entre o tempo de partida e a corrente de partida do motor.

IpM = Corrente de partida do motor

Ao final, a corrente do fusível If deve satisfazer as seguintes condições:

1ª Situação – If ≥ 1,2 x In (Corrente do fusível deve ser maior ou igual a 20% a corrente nominal).

2ª Situação – If ≤ Ifmax de K1 (Corrente do fusível deve ser menor ou igual a corrente máxima suportada pelos contatos do contator K1 em situação de curto circuito).

3ª Situação – If ≤ Ifmax do Relé Térmico (Corrente do fusível deve ser menor ou igual a corrente máxima suportada pelo Relé térmico em situação de curto circuito).

Dimensionando o contator K1:

K1 = InK ≥ 1,15 × InM

InK = Corrente nominal do contator

InM = Corrente nominal do motor

Dimensionando o contator K3:

K3 = (%Tap × InM)

%Tap = Fator de transformação do TAP

InM = Corrente nominal do motor

Dimensionando o contator K2:

K3 = (%Tap)² × InM

%Tap = Fator de transformação do TAP

InM = Corrente nominal do motor

Dimensionando o relé térmico RT1:

InRT = 1,15 × InM se T<40º C

InRT = 1,25 × InM se T=40º C

Gostou? Compartilhe!
Updated: 30 de julho de 2019 — 21:46

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *